The Church Historian's Press The Church Historian's Press

Capítulo adicional 3

Irmãs em ação

Sociedade de Socorro de Lehi

Sala Superior da Cooperative Store, Lehi, território de Utah

18 de novembro de 1871


Em seu discurso à Sociedade de Socorro em 18 de novembro de 1871, Rebecca E. Smith Standring (1828–1913) expandiu a definição de família para abranger todos ao seu redor, inclusive as irmãs da Sociedade de Socorro. Ela tinha falado às professoras visitantes da Sociedade de Socorro de Lehi em 22 de outubro de 1871, sobre o papel delas como mães das mulheres que visitavam. Ela as incentivou a “cuidar do bem-estar delas, sentir suas necessidades e ensiná-las os princípios de salvação, bem como aliviar as necessidades dos pobres. Ao fazer isso, elas se tornam salvadoras; elas salvam almas”.1 O valor da família era um tema constante em seus discursos, inclusive seus breves comentários para toda a Sociedade de Socorro de Lehi um mês depois de ter falado com as professoras (reproduzido a seguir).

Standring nasceu em Northampton, Inglaterra, sendo uma de 13 filhos. Ela se filiou a Igreja em fevereiro de 1851, aos 23 anos de idade. Ela imigrou para a América em 1855 com duas irmãs. Standring morou primeiro em Nova York e depois em Dayton, Ohio, antes de se mudar para o Vale do Lago Salgado em setembro de 1857, estabelecendo-se a 80 quilômetros ao sul de Springville. Enquanto visitava uma irmã em Lehi em 1859, ela encontrou e depois se casou com Edwin Standring, que também era da Inglaterra. Depois da morte dele, ela adotou e criou duas crianças: Alice Bahr Royle e John Edwin Standring.2

Standring era muito ativa na comunidade e na Igreja.3 No início da década de 1860, ela participou da Home Dramatic Association e era ativa no coro de Lehi. Quando a Escola Dominical foi organizada em 1866 em Lehi, ela se tornou a primeira professora e serviu por 30 anos. A Sociedade de Socorro de Lehi foi organizada em outubro de 1868, com Standring chamada como secretária.4 Onze anos depois, ela foi chamada como presidente da Sociedade de Socorro de Lehi, posição que ocupou por 22 anos. Quando a Sociedade de Socorro da Estaca Alpine foi organizada em 1901, ela foi chamada como presidente e serviu por 12 anos. Ela também serviu na junta geral da Sociedade de Socorro de 1896 a 1902.5 Standring ajudou a Associação da Primária da Estaca Utah e serviu como oficiante nos Templos de St. George, Manti e Salt Lake. 6

Standring trabalhou cuidadosamente para contribuir com um espírito de união em sua Sociedade de Socorro. Na reunião de 18 de novembro de 1871, a presidente da Sociedade de Socorro, Sarah C. Evans, pediu a Standring que lesse um capítulo do livro de Parley P. Pratt Key to the Science of Theology [Chave para a Ciência da Teologia].7 Depois da leitura, Martha P. Thomas, conselheira na presidência, expressou sua incapacidade de explicar melhor as palavras de Pratt. Standring respondeu, incentivando as irmãs a serem cheias de amor, bondade e paciência umas com as outras, suportando as fraquezas umas das outras. Inspiradas pelas palavras de Standring, várias outras mulheres prestaram seu testemunho “de sua determinação, com a ajuda de Deus, de permanecer fiel a Sua causa e de confiar Nele, sabendo que todos os outros podem falhar. Ele nunca falha, mas desnuda o braço para nos livrar de nossos inimigos e colocar Seu selo em Seus fiéis, para que não se percam”. A presidente Evans encerrou a reunião dizendo: “[Fiquei contente] de ver muitas das minhas irmãs aqui. Amo ouvi-las falar. Sei que é certo aperfeiçoar o talento que Deus nos deu”.8

Minhas irmãs, desejo unir meus esforços aos seus.9 Sinto-me grata por ser membro dessa instituição, e é sempre um prazer me encontrar com minhas irmãs, porque sei que somos irmãs em todas as coisas, filhas do mesmo Pai Celestial, mesmo que às vezes nos sintamos distantes umas das outras.10

O sentimento será diferente se um dia pudermos voltar à presença de nosso Pai Eterno. Então nos cumprimentaremos com um sorriso de amor, e todo o sentimento que seja contrário ao amor e à bondade será banido de nós.

Que comecemos a cultivar cada vez mais o espírito de amor, de bondade e de paciência umas com as outras. Que suportemos as fraquezas umas das outras, lembremo-nos de que somos todas membros da mesma grande família e que Deus nos abençoe com Seu Santo Espírito para agirmos assim. Em nome de Jesus Cristo. Amém.