The Church Historian's Press The Church Historian's Press

Notícias

A Editora do Historiador da Igreja publica uma nova e importante coletânea de sermões proferidos por mulheres santos dos últimos dias

A Editora do Historiador da Igreja anunciou hoje o lançamento de Ao Púlpito: 185 anos de discursos proferidos por mulheres santos dos últimos dias (US $29,95).

Essa nova coletânea apresenta 54 discursos proferidos por mulheres santos dos últimos dias, de 1831 a 2016, com seleções de cada década desde a fundação de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Nos discursos, as mulheres recorrem à inspiração e à experiência pessoal para explicar suas crenças e prestar testemunho delas.

Há introduções e anotações que fornecem uma visão do contexto biográfico, histórico, teológico e cultural de cada discurso. Além de ser uma história acadêmica, essa coletânea é um recurso para os membros atuais da Igreja ao estudarem, discursarem, ensinarem e liderarem.

Algumas das oradoras são bem conhecidas pelos leitores atuais, assim como Linda K. Burton, Sheri L. Dew, Elaine L. Jack e Chieko N. Okazaki. Outras foram preeminentes líderes da Igreja em tempos passados, incluindo Belle S. Spafford, Amy Brown Lyman e Eliza R. Snow. Outras oradoras estavam em grande parte esquecidas até agora.

Os discursos foram cuidadosamente selecionados pelas historiadoras Jennifer Reeder e Kate Holbrook, que analisaram centenas de discursos para fazer sua seleção. Essas historiadoras selecionaram discursos marcantes e bem escritos que exploravam temas doutrinários ou teológicos. Os discursos foram proferidos em diversas situações — em vários “púlpitos” — que vão desde lares e salões locais da Sociedade de Socorro até o Tabernáculo de Salt Lake e o auditório nacional da cidade do México. E nem todas as reuniões, nas quais as mulheres discursaram, foram tradicionalmente religiosas. Os discursos da coletânea foram proferidos, por exemplo, para a associação de sufrágio feminino de Utah, o conselho nacional das mulheres, em Washington D.C., e no congresso mundial de mulheres representativas, em Chicago.

Kathleen Flake, professora da cadeira Richard Lyman Bushman de estudos mórmons da Universidade de Virgínia, disse que essa coletânea é “uma contribuição significativa para a história religiosa americana”. Camille Fronk Olson, professora catedrática de escrituras antigas na Universidade Brigham Young, explica que os discursos “transmitem sabedoria, sensibilidade e influência” e que “esse livro há muito aguardado vai mudar o tipo e a frequência com que ponderamos e citamos as mulheres que são testemunhas do evangelho de Jesus Cristo.”

A história da pregação das mulheres da Igreja remonta a julho de 1830, quando Emma Hale Smith recebeu uma revelação por meio de seu marido, Joseph Smith, sobre sua posição e suas responsabilidades na nova igreja. A revelação (que hoje é a seção 25 de Doutrina e Convênios) descrevia Emma Smith como uma “mulher eleita”, dando-lhe o encargo de “explicar as escrituras e exortar a igreja, conforme te for revelado pelo meu espírito”. A revelação continha conselhos específicos para Emma Smith, mas o encargo de ensinar e pregar pode ser interpretado como universal — “esta é minha voz para todos”, concluía a revelação.

Embora as mulheres santos dos últimos dias tivessem no início pregado principalmente para outros grupos de mulheres, com o tempo suas oportunidades foram expandidas. No início do século 20, as mulheres mórmons começaram a falar com mais frequência tanto para o público masculino quanto para o feminino. As oportunidades para as mulheres santos dos últimos dias de discursar para um público misto nas reuniões da Igreja aumentaram em número e visibilidade ao longo do tempo, especialmente durante as últimas décadas do século 20. Os mórmons acreditam que os membros devem aprender uns com os outros e que toda mulher pode proporcionar maior entendimento às pessoas a seu redor. Hoje, além de discursar nas reuniões das congregações locais e de dar aulas nos cursos dominicais, as mulheres mórmons falam para grandes grupos de santos dos últimos dias em fóruns, como os devocionais da Universidade Brigham Young, e nas conferências gerais mundiais semestrais da Igreja.

Vários discursos deste livro, além de fotografias e outros recursos, foram publicados para acesso público gratuito no site churchhistorianspress.org/at-the-pulpit. No futuro, o livro será publicado integralmente no site.

Ao Púlpito chega logo após o lançamento de Os Primeiros 50 Anos da Sociedade de Socorro, que foi publicado pela editora no ano passado e está disponível online. A Editora do Historiador da Igreja é uma marca do Departamento de História da Igreja de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. A missão da Editora do Historiador da Igreja é a de publicar obras precisas, transparentes e autorizadas da história da Igreja.

Ao Púlpito: 185 anos de discursos proferidos por mulheres santos dos últimos dias está disponível na Deseret Book, na Amazon, na Store.LDS.org, em muitos outros distribuidores. Visite a seção de Publicações do site da Editora do Historiador da Igreja para mais informações.